quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Amigos & Amizade

Como as plantas a amizade não deve ser muito nem pouco regada.

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Um Convite A Dançar


"Nietzsche disse que só creria num Deus que soubesse dançar. No entanto, por insensibilidade ou por distração não percebeu que em Jesus Deus estava dançando e, por isso, perdeu o show e não pode apreciar a dança..."

Site - Cristianismo Criativo

E Nietzsche não dançou, ... " Por isso, eu digo que Nietzsche não viu nada. Aliás, viu tanto “cristianismo” que não viu Deus dançando em Cristo." lamento por seus bailarinos contemporâneos, Deus ainda os convida à uma última dança, antes que as cortinas se fechem e as luzes se apaguem e o espetáculo termine.

Alex Possati (reflexão)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Ovelhas & Bodes

Ovelhas são mansas, Bodes, ariscos.

Ovelhas obedecem ao seu Pastor. Bodes mormente duvidam.

Ovelhas sabem ser guiadas. Bodes preferem seguir seus próprios passos.

Ovelhas buscam proteção. Bodes geralmente são auto-suficientes.

Ovelhas sabem de suas fragilidades. Bodes revelam sua aridez no "momento oportuno".

Ovelhas entendem a repreensão. Bodes não as ouvem.

Ovelhas, quando em perigo, buscam ajuda do Pastor. Bodes usam os "chifres".

Ovelhas aceitam o ensino. Bodes acham que já viveram o bastante e se tornam "mestres" de si mesmos.

Ovelhas aceitam a admoestação. Bodes procuram apenas por aqueles que lhe dão "razão".

Ovelhas amam a simplicidade. Bodes querem sempre os holofotes e as honras.

Ovelhas servem. Bodes se servem.

Ovelhas pertencem ao aprisco. Bodes querem demarcar um espaço próprio.

Ovelhas querem ser como Jesus. Bodes tem Narciso como modelo.


A maior e mais contundente realidade é que você terá certamente seus dias de ovelha e dias de bode. Entretanto, seu comportamento e sua trajetória determinará sua principal característica. Neste caso, você dificilmente fugirá da sua natureza por muito tempo, a não ser que haja uma verdadeira metanóia aos pés da cruz.

Alex Possati (reflexão)





quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Direção


É o que TE peço, quando por vezes percebo que errei algum caminho, ou quem sabe, é a sensação de estar se sentindo perdido no caminho certo. Eis a minha indagação.

Alex Possati (reflexão)

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O QUE FICA

É voz que fica pedindo pra sair da garganta vez em quando ... olhando pra mim, cantando e vibrando no dedilhar da canção, é o bem que a música sabe fazer.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Recompensas



São os vãos e brechas, ou mesmo lacunas que o pensamento permite prescrutar nas entranhas da memória, de tudo quanto nos faz ou fez bem a alma. Um devaneio, mesmo que simbólico, que nos conduzirá sempre a uma satisfação intrisceca, adornada de prazer por todos os detalhesa que também a vista nos permite registrar, juntamente com os outros sentidos, isso tudo pode e deve ser chamado recompensa, pois quem pensa merecer alguma coisa, não sabe que depende da graça.

Alex Possati (reflexão)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

DURMA

"Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança."Salmos 4:8

sábado, 17 de setembro de 2011

DIABOS DE ALMAS PROTESTANTES



Quanto mais leio e testifico as notícias sobre o momento dos "EVANGÉLICOS" no Brasil, como os Líderes da Igreja Universal, Renascer, Mundial, ADVC entre outras porcalhadas que ocupam o cenário televisivo com suas manipulações e sugestionamentos aos descerebrados de plantão, penso na desgraça que esses homens tem causado nas multidões e nas gerações de incautos, filhos das suas falcatruas e ambições sem escrúpulos.

O tempo da apostasia é tão nítido que me causa espanto, está tão discarada a banalização da fé em detrimento a vossas ganancias por enriquecimentos absurdos em nome do "evangelho". (Por que, pois, se desvia este povo de Jerusalém com uma apostasia tão contínua? Persiste no engano, não quer voltar.Jeremias 8:5). Penso na desgraça que esses homens tem feito com a história da Igreja, não da institucionalizada, mas daquela conquistada com seriedade pelos apóstolos e discipulos de ATOS.

O estrago emocional e espiritual que esse homens, amantes de si tem causado, há de ser revelado por suas próprias féses deixadas no caminho, que tem emergido constantemente no processo de apuração das causas. A verdade é que realmente se dependessemos desses inconsequentes e irresponsáveis "líderes" televisivos, estaríamos definitivamente perdidos.

Aprouve a Deus nos tratar com seu amor e misericórdia, nos livrando das garras desse diabos de almas protestantes, que abandonaram a fé, para se deleitarem no engano de seus proprios corações."Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,2 Tessalonicenses 2:3"

Que Deus tenha misericórdia de nós, os que ainda respiram e vivem pela Graça em tempo de apostasias inescruplosas.

A PAZ ESTEJA CONOSCO

"Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.Apocalipse 22:11"

Alex Possati (Reflexão)

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Meia Vida Inteira


Dentre tantas coisas que se pode dizer, apenas fico com a gratidão de até aqui ter vivido intensamente (com moderação rs) três décadas e meia. Não realizei todos os sonhos e nem sei se realizarei, mas não posso reclamar de nada. O que fica valendo é a memória de tudo que presenciei e vivi até essa "metade" da vida, no mais tudo será sempre correr atrás do vento, como diria o pensador... Sim, hoje eu acordo com a certeza de que Deus é bom, que vai valer a pena e que ainda há muito que caminhar, é desse jeito que sigo em frente e prossigo na direção das incertezas com a mesma certeza de antes, viver é bom! Obrigado Deus!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

COM-VIVENDO COMIGO


Somos capazes de iludir-nos com nossas posturas sobre nós mesmos, porém nada é tão real quanto a capacidade que temos de suportar em nós os mais bravos paradóxos de nossos sentimentos. Entre dor e alegria, entre tristezas e sorrisos, entre a guerra e a paz, entre espinhos e flores, bem e mal... enfim, tudo isso é a nossa realidade plena e convicta de que cada segundo é monitorado por simbolismos ou significados que somente nossa alma pode registrar. As demais coisas são apenas resíduos que compõem essa simbiose entres extremos que convivem diariamente conosco. O nosso eu outro.

Alex Possati (reflexão)

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Cordão de Cinco Dobras


Experimente a vida na sua totalidade, entre sorrisos e abraços, entre lágrimas e distâncias, dentro da atmosfera que o momento permite. Lembre-se das canções que inspiram, das frases que encorajam, dos sonhos realizados, dos projetos inacabados, pois ainda há muito o que fazer, vamos descruzar os braços, desfazer a cara feia, e tirar a ruga da face, e como diria a pequena notável... "para de palhaçada!!!". Tudo isso faz parte do contexto, do pretexto do bom jeito de se ver as coisas da forma como tem que ser vista, sem ranhuras nem embaraços, entre abraços apertados e olhares atentos, as vezes distantes, mas atentos. Sentimento é algo que não se explica, amamos, honramos, oramos, pensamos, desejamos a bondade... Vamos começar tudo de novo de novo, todos os dias, pois tudo passa como um relâmpago, e se no caminho houver deslizes, relaxe, esqueça, já que amanhã é outro dia, vamos renovar, e começar tudo de novo mais uma vez e de novo, pois não temos mais tempo pra perder, e se valer a pena, não custa nada tentar mais uma vez, pois a vida é como um sopro e não há circunstância que consiga arrebentar um cordão de cinco dobras. Amizade, Perdão, Confiança, Amor e Fé, não importa a ordem, o importante é saber com quem podemos contar incontáveis vezes ...

Alex Possati (reflexão)
Colaborou (Tatiana de Paula)



sábado, 4 de junho de 2011

Desconstruções de Faces


Quando se entende a proposta, quando o que há dentro é maior do que o que está fora, quando valores não são corrompidos nem abalados, quando a virtude for realmente o diferencial na conduta do caminho... E quando nesse caminho os tesouros não forem corrompidos, não haverá chances de mágoas alheias, intrusas e desconcertantes, surpreendentes ou avassaladoras. Nessa condição não é permitido ceder ao cansaço, é preciso lutar e relutar contra o orgulho ferido, cabeça erguida, foi só um arranhão, pois valores são valores, o resto é corruptível é alimento de traça, é colheita pra salteador. O caminho é longo, estreito e cheio de oscilações, e é esse agito que nos impulsiona a ter aptidão para não sucumbir nas emboscadas, entre o certo e o correto o ideal é ficar com o mais justo. Fica a certeza de que viver é correr riscos, bons e ruins, só não podemos parar! Caminhemos...

Alex Possati (sentimento)



quinta-feira, 2 de junho de 2011

Nossas Relações "Promiscuas"


Advém da sensação de liberdade que temos, o fato de que não somos nós que estamos a procura de alguém, mas que alguém nos encontre sem procura, nas relações inter pessoais do cotidiano, da postura de quem sai da inércia pra viver sem medo, de quem vai ao encontro do desconhecido todos os dias, incertezas, dúvidas não nos fazem parar, é preciso mais que isso, é preciso ir além da segregação, é isso que não nos permite estar a sós, pois estar só quase nunca é bom, do ponto de vista existencial. Promiscuamente somos lançados na rede de ligações inter dependentes, de onde emana a dádiva inexplicável que as vezes chamamos de amizade.

Alex Possati (reflexão)



"A falta de liberdade não consiste jamais em estar segregado, e sim em estar em promiscuidade, pois o suplício inenarrável é não se poder estar sozinho."
Fiodor Dostoievski

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Devedor De Mim Mesmo


A quem devo questionar se não for a mim mesmo, a quem devo completar senão o que me falta de mim. De maneira que isso é meu dever de cada dia, na incumbência de se estar pleno e consciente de tudo que está dentro e fora, dentro da missão e da razão pela qual me torno cônscio do que falta. É apenas mais um dia, e ele é único, não tornará atrás. O que fica é sempre a sensação de estar devendo algo, nada material, nada físico, mas devendo algo que não tem valor cotado em lugar algum, ou a não sei quem, senão a mim e que é intrínseco para mim, mas adiante descubro que isso sim é conscientizar-se de que sou devedor de mim mesmo.

Alex Possati (reflexão)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Discernimento de Momento


"Existe uma grande diferença entre os pobres de espírito e os de espírito pobre, cabe a você o discernir ambos, pois fazendo isso, ganharás teu precioso tempo com os nobres de alma, determinando a tua própria direção no caminho que tens a percorrer."

Alex Possati (reflexão)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

SINTONIZANDO


A vida, as escolhas, os projetos !.
O caminho, a estrada, a jornada !.
O pensamento, o sentimento, o entendimento!.
A busca, a procura, o sonho!.
As amizades, os amigos, os irmãos!.
O coração, a alma, o corpo...

Não há como ter bons ouvidos estando fora de sintonia, seja qual for a plataforma, nada é melhor que se esforçar para por as coisas no lugar, no dial certo, na marcação certa, sob medida, onde não haja mais ruídos, onde o "som" é perfeito, onde entendemos e somos entendidos, onde ouvimos com clareza e com a qualidade que os nossos ouvidos merecem. É tempo de SINTONIA.

Alex Possati ( reflexão )

Travessias

"Ali, logo ali, existe um lugar chamado saudade, que só de lembrar me dá saudade; do que foi, do que é, do que deixou de ser, do que jamais será, sempre sendo enquanto saudade houver pra sentir"

Alex Possati ( relfexão )


quarta-feira, 18 de maio de 2011

Nem Mais Nem Menos


Preciso ler mais,
Preciso entender mais,
Preciso buscar mais,
Preciso dizer mais,
Preciso ouvir mais...

Preciso cantar mais,
Preciso falar menos,
Preciso chorar menos,
Preciso dormir menos,
Preciso escutar menos...

Preciso abraçar mais,
Preciso correr menos,
Preciso precisar menos,
Preciso participar mais,
Preciso tanto de mais e de menos...

Só não sei precisamente se é nessa ordem,
Então preciso prever os riscos
De não ter sido preciso
No precioso tempo que tenho
Onde tudo isso acontece

Em tempo real e constante
Da minha inconstante caminhada
Na direção de mim mesmo
Onde as vezes não me encontro nunca...

Alex Possati (reflexão)

domingo, 8 de maio de 2011

Sujos (In) Mundos


Foto: A.P. / noite de sábado, 07 de maio - Lixão de Gramacho - Caxias - RJ


- É sopa tio?!

- O pão eu não peguei ainda...

- Tem guaraná?

- Quero mais um.

- Me dá um abraço?

- Posso pegar uma maçã?

- Tem mais banana?

- Tem brinquedo pra mim?

- Eu já peguei, não posso mentir!

- Posso levar um pra minha irmã?

- Minha mãe tá vindo aí!

- Já vão embora?

- Obrigado tio!

- Valeu hen!



segunda-feira, 2 de maio de 2011

Roupas Novas & Velhas Manias


Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."

(Fernando Pessoa)

Penso nesse texto como a exata descrição do que compreendemos sobre nossos medos existenciais, os quais fazem-nos engessar diante de decisões e de atitudes que precisam ser tomadas diariamente. Todo tipo de medo tem, de certa forma, seus benefícios, porém alguns são realmente desastrosos, são os que nos deixam a tal margem, não nos permitindo ousar, crer, sonhar e acreditar que é possível mudar... de cor, de habitos, de forma, de estilo, de postura, de atitudes, de gostos e manias sem temer as circunstâncias disso, essa reflexão me deixa ciente que não basta ter vontade, é preciso mudar sempre e deixar a velha mania de achar que está bom do jeito que está.

Alex Possati (reflexão)

domingo, 24 de abril de 2011

Correções



"Fique livre para corrigir meu português, meus pensamentos não, pois esses... incorrigíveis são."

Alex Possati (reflexão)

sábado, 23 de abril de 2011

Devaneios


De mim quando sou quando estou
Do tempo que foi-se em pouco tempo
Da vida que vinha da VINHA na comunhão
E da razão de estar por estar
Num devaneio momentanio de agora

Entre muitas queimadas de mufas
Entranhado no estranho espaço que
Agora faz parte do todo
Dentro da história do outro

Nunca saberei se de fato
Tenho a culpa que me ocupa
Na desculpa de que tudo vai bem
Assim tambem são os outros que
não convem ter a certeza

Acertos não serão possíveis nas horas
Que passaram com o tempo correndo
Do verdadeiro espetáculo da troca
Do vento pelo convento que convém a culpa
De não encontrar um culpado que assuma



Alex Possati (reflexão)

sexta-feira, 22 de abril de 2011

O Belo Que Nos Atrai


" Ache belo em tudo que puder, a maiorida das pessoas não acha belo o suficiente..."

Van Gogh

Estou lendo "Cartas a Théo" que é quase uma auto-biografia de Van Gogh, nessa leitura tenho feito descobertas interessantes a respeito da vida e da obra desse que foi um dos maiores artistas do século XVIII, a amizade com seu irmão Théo provavelmente é na história uma das mais belas declarações de amor entre irmãos. Sobretudo, o que me faz postar sobre esse conteúdo, é uma daquelas frases que marcam os livros que lemos, que ficam eternizadas na memória e que faço questão de deixar registrada no blog, e que agora ecoa todos os dias na cabeça, a descrição de contemplar o belo não poderia ser melhor, faz-me pensar nos detalhes mais simples da vida, e que geralmente estamos muito ocupados pra perceber.

Alex Possati (reflexão)

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Lições do Quadro Negro


Ainda tentado me livrar da tragédia, mas como existem coisas que precisam ser mastigadas e muito bem mastigadas, aqui estou eu, mais uma vez refletindo sobre os nossos dias maus, contextualizando cada detalhe desse quadro pintado de sangue e dor, onde se buscam heróis e culpados, onde todos são vítimas dos resíduos simbólicos que somos expostos a cada instante.

Eu sempre estudei em escola pública, mas dessa vez não me aprofundarei na tragédia em si, mas no que quero chamar de meta-tragédia, ou seja, a tragédia por trás da tragédia, aonde sorrateiramente e covardemente estão de fato os executores de vergonhosas atitudes e posturas, relacionadas as pequenas vítimas diárias de nossos agitados, porém anestesiados dias de morte em vida.

Pois bem, vamos parar pra pensar nas leis que não são cumpridas, nas verbas e nos projetos que não saem do papel e que, por culpa disso, milhares e milhares de BRASILEIRINHOS são prejudicados pela omissão, são excluídos dos benefícios que lhes são de direito, e por conta disso vivem a margem da sociedade "evoluída", dos avanços e do progresso de toda ordem, seja ele social, cultural ou econômico. No entanto, esse "massacre" in-visível acontece todos os dias, todos as horas, em todas as escolas públicas espalhadas pelo nosso imenso Brasil. O problema é que essas pequenas mortes não entram nas estatísticas, não são estampadas em jornais, nem tampouco mobilizam pessoas a lutar contra esse homicídio educacional que perpassa de geração a geração.

Tássio da Silveira é mais ou menos exceção a regra, poderíamos chamá-la de melhor entre as piores da região, porém, ainda sim existem milhares e milhares de escolas abandonadas, crianças sem recursos, ensinos atrasados, despreparo, descaso, falta de planejamento, péssimos salários, 0% de investimento em progresso. Esse sim é o nosso real estado de abandono, de massacre silencioso, sem fleches, porém, que tem matado esperanças, exterminados sonhos, dilacerado projetos, e perpetuando uma geração de mortos-vivos, que ocuparão os lugares do proletariado, que servirão de zumbis metódicos no ir e vir, esses certamente não saberemos, não serão contados entre os "mortos", são apenas vítimas de "Wellingtons Políticos", de "Psicopatas Engravatados", de carrascos que levarão para história , as marcas de uma geração paralisada, que não compreende nada, que não sabe de nada, que não busca mais nada, pois a vida lhes fora roubada, são saqueados em seus melhores dias, por aqueles que deveriam honrar seus compromissos, mas se omitem e se escondem em seus próprios interesses.

Salve os BRASILEIRINHOS, da Tássio e de TODAS as escolas públicas, vítimas desse HOLOCAUSTO MORAL a que são submetidos todos os dias, a nós, cabe o árduo e cansativo gesto de esperança de que tudo um dia possa mudar, quando talvez, algum sobrevivente dessa chacina chegar no poder e honrar com dignidade as almas, os sonhos e a esperança dos que ainda acreditam que tudo pode ser diferente e passar uma borracha nesse quadro negro da nossa história.

Alex Possati (reflexão)

domingo, 10 de abril de 2011

DEUS ESTÁ MORTO

Foto:A.P.

Essa certamente é a afirmativa de muitos céticos e teóricos, fundamentalistas e homens que passam toda sua vida desdizendo o que para muitos pode ser óbvio. Esse também não é um texto provocativo ou uma tentativa de ser mais um a se intitular auto-provador da origem da existencia ou não de um Deus pessoal ou impessoal, do qual temos lançado mão ou atenção sobre o que dizem a seu respeito.


Entretanto, nada me causa mais assombro ou espanto do que a total fragilidade humana em determinados assuntos, projetar seus questionamentos e injúrias em um "ser" que vivemos negando e excluindo de nosso convivio todos os dias, quando não o excluimos, resolvemos questioná-lo ou associá-lo ao mal eminente, como fez o reporter da Globo News ao fazer alusão ao masacre de Realengo, como quem contemporaniza as palavras do filósofo Nitchse e diz, onde está Deus? cadê Deus? Onde está Deus quando isso tudo acontece? Deus não existe...


"Friedrich Nietzsche: "Deus está morto. Viva Perigosamente. Qual o melhor remédio? - Vitória!"

Todos nós somos levados a essa idéia, nesse aforismo ou em qualquer indução que nos leve a descarregar nossa raiva e indignação sobre o MAL que nos acomete todos os dias. Sobre essa invasão de sentimentos que emergem em situações como essa, embora essa teha sido muito particular para nós, porem é dessa forma que reagimos a isso tudo.


Depois da declaração do repórter, na tentativa de induzirnos ao mesmo sentimento que ele estava sentindo e espondo, lembrei desse comercial que passou na Macedônia, então pude repensar mais uma vez com nós somos péssimos em refletir sobre nossas realidades.A partir de hoje, o que me deixa mais confortável e perceptível, é saber que o meu Deus pessoal, do qual sou LIVRE para crer nas sua existência, e que me revela na sua palavra as coisas invisíveis ao olhos do homem natural, Ele mesmo acredita na minha existência, na minha postura, na minha condição de ser coparticipante da sua GRAÇA, e que não dá pra brincar com essa realidade, é tempo te postura, é tempo de posicionamento, é tempo de prontidão na desgraça dos áres modificados. Cuidado, poir Deus provavelmente esteja morto, mas em você. Quem tem entendimento, entenda.





Alex Possati (reflexão)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

A Tragédia Na Escola e A Lição Que Fica


Seria só mais uma quinta-feira da nossa labuta diária, do ir e vir corriqueiro de nossos afazeres, das manhãs de início de fim de semana onde começamos a dar sinais de cansaço e almejamos o repouso compensador de quem vive a vida com esforço e em harmonia com seu ambiente.

Muitos são os questionamentos que virão pós-tragédia, muitas são as má impressões que ficam em nós sobre qualquer ótica que se tente descrever o que aconteceu nessa manhã fatídica de quinta-feira no nosso Rio de Janeiro, especificamente no nosso amado bairro de Realengo e visinhanças, muitas são as especulações dos motivos que levaram esse jovem de 24 anos a tomar essa atitude inescrupulosa e cruel, diante de vítimas indefesas e vulneráveis, especula-se pscicóse , religiosidade exacerbada, esquisofrenia ou seja qual for a patologia, será apenas especulação mesmo, pois Wellington não pertence mais ao nosso convivio, foi-se junto com suas idefesas vítimas e deixou seu rastro amargo de sangue, dúvidas e tristezas perpétuas nas álmas dos familiares, amigos e pessoas que foram impactadas com tamanha crueldade.

Seja qual for o motivo dessa tragédia, a realidade é que não podemos fugir a esse quadro, que todos nós morremos nessa manhã de quinta-feira, perdemos parte de nós, o que é bem comum acontecer quando casos como esses acontecem perto de nós, nos tornamos seres humanos mais empobrecidos, somos atingidos pelo que há de pior em nós, nos auto-avaliamos e percebemos que a nossa raça é essa, não há como negar, essa é nossa humanidade, nossa amostra subjetiva daquilo que vivemos e subvertemos diariamente.

Fomos atingidos pelo medo, pela incerteza, pela tristeza, pela culpa, pelo ódio, pelo perdão, pela incapacidade e inutilidade de olhar a tudo isso sem poder fazer absolutamete nada, senão apenas lamentar e recorrer a esperança que emerge dentro de cada um de nós, recorrer a FÉ e a ESPERANÇA daquele que consola e conforta corações, ou ao contrário, de gritar silenciosamente na álma pra Deus ouvir e perguntar, por que Deus? porque permitis-te que isso acontecesse nessa manhã de quinta-feira? não poderia passar de nós mais esse cálice? e Deus diz pra mim nessa hora, cale-se. Há um tempo para todas as coisas...

Alex Possati ( dor & reflexão)



"seja você a mudança que quer ver no mundo..."





quinta-feira, 31 de março de 2011

Qualquer Coisa Que Você Queira Entender



É, me esqueci da luz da cozinha acesa
de fechar a geladeira
De limpar os pés,
Me esqueci Jesus!

De anotar os recados
Todas janelas abertas,
onde eu guardei a fé... em nós

Meu café em pó solúvel
Minha fé deu nó
Minha fé em pó solúvel

É... meu computador
Apagou minha memória
Meus textos da madrugada
Tudo o que eu já salvei

E o tanto que eu vou salvar
Das conversas sem pressa
Das mais bonitas mentiras

Hoje eu não vivo só... em paz
Hoje eu vivo em paz sozinho
Muitos passarão
Outros tantos passarinho
Muitos passarão

Que o teu afeto me afetou é fato
Agora faça me um favor

Um favor... por favor

A razão é como uma equação
De matemática... tira a prática
De sermos... um pouco mais de nós!

Que o teu afeto me afetou é fato
Agora faça me um favor

Um favor... por favor

Nossa sina é se insinar... a sina nossa é...

terça-feira, 29 de março de 2011

Perdas & Ganhos


Eu sou a cada dia vencido pela conformidade, não na forma pura e simples de se conformar por qualquer coisa, mas pela conformidade da qual Pessoa descreve abaixo, que me faz enchergar no verso a satisfação da conformidade de quem vence perdendo, quem perde vencendo, e quem vive pensando, sem vencimento.

Alex Possati (reflexão)


"Conformar-se é submeter-se e vencer é conformar-se, ser vencido. Por isso toda a vitória é uma grosseria. Os vencedores perdem sempre todas as qualidades de desalento com o presente que os levaram à luta que lhes deu a vitória. Ficam satisfeitos, e satisfeito só pode estar aquele que se conforma, que não tem a mentalidade do vencedor. Vence só quem nunca consegue."

Fernando Pessoa

segunda-feira, 21 de março de 2011

Buscando


A especulação acerca da verdade é, num sentido, difícil, noutro, fácil: a prova é que ninguém a pode atingir completamente, nem totalmente afastar-se dela, e que cada [filósofo] tem algo que dizer sobre a natureza, nada ou pouco acrescentando cada um à verdade, embora se faça do conjunto de todos uma boa colheita.

Aristóteles

domingo, 20 de março de 2011

O Eu No Outro


São em nossos encontros que somos revelados, o melhor e o pior de nós está na projeção de nós que vem do nosso próximo, daí o fato da empatia ou antipatia diante de circunstâncias corriqueiras de nossos relacionamentos. O fato é que se queremos saber quem somos, será sempre preciso relacionar-se, fora isso não há argumentos que nos convençam sobre nós mesmos, talvez seja essa a mensagem que extraí do filósofo.

Alex Possati (reflexão)

"Para saber uma verdade qualquer a meu respeito,
é preciso que eu passe pelo outro."


Jean-Paul Sartre

sexta-feira, 18 de março de 2011

Felicidade (Feito pra Acabar)

Haverá um dia em que você não haverá de ser feliz.
Sem tirar o ar, sem se mexer, sem desejar como antes sempre quis.
Você vai rir, sem perceber, felicidade é só questão de ser.
Quando chover, deixar molhar pra receber o sol quando voltar.
Lembrará os dias que você deixou passar sem ver a luz.
Se chorar, chorar é vão porque os dias hão pra nunca mais.

Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem.
Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e dançar.
Dançar na chuva quando a chuva vem.

Tem vez que as coisas pesam mais do que a gente acha que pode aguentar.
Nessa hora fique firme, pois tudo isso logo vai passar.
Você vai rir, sem perceber, felicidade é só questão de ser.
Quando chover, deixar molhar pra receber o sol quando voltar.

Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem.
Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e dançar.
Dançar na chuva quando a chuva vem.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Você tem medo de dizer eu te amo?

Eu nem vou tentar explicar as lições e exemplos extraidos desse vídeo, porém vai depender de cada um, ou seja, a forma que você vai entendê-lo e sentí-lo, vai ser a sua forma de aplicar a qualquer contexto que se enquadre a sua própria realidade vivida ou por viver (risos), e é isso, eu particularmente fiquei apaixonado com tantas informações e sentidos. Boa reflexão a todos. E como diria o sábio, você nem precisa dizer amém, apenas AMEM.

Alex Possati ( reflexão )

Colaborou: Nath F.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Brainstorming



E apesar me faz pensar, criar e entender a vida atrás que fica sem sentido, e apesar de ter nas mãos um dom fica o tom de saber não usar, a lápide do diamante que de bruto não se pode quebrar, o coração em parceria com os sentidos mais íntimos da criatura que se espassa dentro do corpo e a solidão na massa perambulante ao redor, o volume de coisas que acontecem correspondem ao intenso fluxo de esbarrões, parecidos com o do formigueiro, de formigas agitadas e incansáeveis, da inquietude que assombra vez em quando. E apesar, nem faço questão de dizer muitas coisas nessa minha Brainstorming* matinal que insiste em me acompanhar todas os dias.

*http://pt.wikipedia.org/wiki/Brainstorming

Alex Possati (brainstorming)


quarta-feira, 9 de março de 2011

Repouso


Enquanto o corpo e a mente se cansam, vem o descanso que compensa nos braços e abraços da criança que repousa no meu peito, e quando se trata de sua própria filha, tudo fica mais íntimo, mais intenso, mais naturalmente sobrenatural com deve e tem que ser, único.

Alex Possati (reflexão)

sábado, 5 de março de 2011

Sobre Amigos & Cafés


"Para quem aprecia um bom café, sabe que ele NÃO pode esfriar, pois nunca terá o mesmo sabor de antes, depois de requentado. Assim também é a amizade, portanto para não vivermos só de "aromas", cuidemos bem de nossos cas, pois se deixarmos pra amanhã, já não terá mais o mesmo sabor original"

Alex Possati (reflexão)

Sacramentos


"Quem experimenta a beleza está em comunhão com o sagrado."
Rubem Alves

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Assim Somos


"A verdade é que sabemos muito pouco a nosso respeito, pois somos muito piores do que imaginamos ser e muito melhores do que geralmente pensamos"

Alex Possati (reflexão)

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Igual a Você

Como não refletir nessa canção? como não se deileitar na letra de Salomão? como não se enchergar na ocasião? E não se pensar que de tudo que se vive e planta tem-se que colher, e que em todos os frutos bons e podres, existe um ser, igual a mim, igual a você!

Igual a Você
Salomão do Reggae

A forma que eu canto esta canção
não altero o que eu tenho no coração
ou não para o meu senhor
Minhas tatuagens meu jeito de ser
não espantam não botam pra correr
aqueles que querem a verdade
eu já sei o que vai dizer
eu sou diferente pode crer

Só que dentro de mim
existe um ser igual a você,
igual a você, igual a você,
que anda de terno e de gravata,
igual a você, igual a você,
que anda de carro magnata,
igual a você, igual a você,
que só faz compra no shopping da Barra,

Igual a você, Igual a você
que consegue tudo na pirraça,
Igual a você, Igual a você
que não gosta de gente de outra raça,
Igual a você, Igual a você
que faz tudo copiando a massa,
Igual a você, Igual a você
que só veste o que a moda te passa,
Igual a você, Igual a você

Quem condena meus dreads não sabe o valor
Que tem um Rasta nas mão do Senhor

Pra falar do amor, falar do amor
você que tem seu estilo
Não vai se calar diante daquele que quer condenar
pois quem condenar já está tão longe,
tão longe daquele que morreu
Pra dar a consciência que pode mudar
fazendo o homem amar outro ser igual a você,


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Sem Meias Verdades


"O primeiro passo para um "doente" ser curado é reconhecer que precisa de ajuda, sendo assim, a resistência e o não se reconhecer doente, já é a doença em estado avançado, pois o remédio VERDADE as vezes é amargo e não existe genérico pra ELE"

Alex Possati (reflexão)

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Ladrões De Alegria

São insensíveis, incapazes de enxergar virtudes, cauterizados em seu próprio mundo, são desprovidos de matéria prima que compõe os ingredientes fundamentais para uma boa risada entre amigos, aliás, esses não tem amigos e nem se permitem ser. São mortificados pela ambição, o TER é mais importante que SER, ladrões de alegria perderam a esperança, sonham sempre com o EU e nunca com o NÓS, fazem do seu próprio caminho um lugar vazio, sem encontros e sem toque, ladrões de alegria precisam de cura, precisam perceber o próprio estado de ruptura com o belo, com o novo, precisam abandonar o egoísmo, o egocentrismo, o eu primeiro e depois os outros. Ladrões de alegria são assim, mas pra quem conhece a si mesmo e sabe os ingredientes pra ser ALEGRE e feliz, basta um novo dia, uma nova chance, um novo amanhecer para que Deus devolva tudo que o ladrão de alegria tenta levar de nós, isso é o que conhecemos como ciclo de uma esperança que nunca morre e de uma riqueza que jamais será roubada, pois a fonte dela é inesgotável.

Alex Possati (reflexão)

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

TEDx Rio - EU FUI !

Eu diria que foi uma das GRANDES oportunidades que a gente tem de participar de algo realmente relevante e consegue abraçar. Ter estado no TEDxRio foi e é uma boa chance de crescer aprendendo a ouvir com exemplos, colocar em prática o que se ouviu e absorver essências que irão permanecer por longos e longos tempos impregnadas na alma. Fazer uma resenha do que foi o evento seria praticamente impossível no que diz respeito a sua pluralidade de temas abordados, porém que fique realmente registrado que mudou conceitos, inovou e renovou sentimentos, inspirou e encorajou. Diante disso, só me resta viver de maneira a fazer valer a pena cada palavra motivadora e encorajadora, é claro, complementada com exemplos reais do que realmente podemos fazer para mudar o que está diante de nós, é sonhar com direção, é INTERDEPENDENCIA ou Morte!

Miopia Existencial Ou Fuga Da Realidade


Se você vê alguém por aí justificando as suas próprias mazelas interiores pra expor uma opinião sobre algo que é obviamente contrário a opinião de uma grande maioria, é porque na verdade não se trata do aspecto conceitual externo do caso em si, porém interno e pessoal, pois se meu mundo interior não for pleno, não haverá plenitude para mim em lugar algum do planeta, a despeito da minha geografia, a questão é que só enxergamos o que queremos enxergar, ou o que nos é conveniente no momento, pois para mudar de opinião sobre algo é necessário diminuir para crescer, descer para subir, evoluir ao ponto de alcançar a virtude da simplicidade, é necessário reconhecer sua própria miopia, caso contrário, continuaremos a "confundir" o Rio de Janeiro com a África do Sul. Quem tem entendimento, entenda!

Alex Possati (reflexão)


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Dias Que Ficam Pra Sempre



Salve a tecnologia, salve os dias em que nossas memórias são agraciadas instantaneamente com imagens de dias e momentos inspiradores e inesquecíveis, assim se fez hoje, em seus primeiros passos em direção ao saber, lá vai ele com sua mochila do homem aranha que fez questão de escolher, levado pela mamãe e pela titia, diante do imensurável mundo do conhecimento em seus primeiros momentos de entrosamento...

E aqui estou eu, todo orgulhoso, vislumbrando o futuro, sonhando com os dias de honra e glórias, dias de conquistas e de desafios vencidos, mas tudo "começa" no hoje, aonde somos as testemunhas dos princípios aplicados desse dia tão especial que faço questão de registrar aqui.

É isso..Vai lá filhão, boa sorte na jornada do conhecimento e da sabedoria, riqueza essa que ninguém jamais será capaz de roubar de você. Boa sorte no CAMINHO.

'Amar é ter um pássaro pousado no dedo.
Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que,
a qualquer momento, ele pode voar'

Rubem Alves

sábado, 5 de fevereiro de 2011

VILAREJO - Toda Gente Cabe Lá

Essa música me fez pensar em que dentro de nós sempre existe um VILAREJO, exatemente encontramos nesses pensamentos em que a gente vai e interioriza tudo e se firma diante da segurança que há dentro de nós. Hoje corri pra dentro do meu VILAREJO e encontrei muitas coisas legais como na letra da canção.

Há um vilarejo ali
Onde areja um vento bom
Na varanda, quem descansa
Vê o horizonte deitar no chão

Pra acalmar o coração
Lá o mundo tem razão
Terra de heróis, lares de mãe
Paraiso se mudou para lá

Por cima das casas, cal
Frutas em qualquer quintal
Peitos fartos, filhos fortes
Sonho semeando o mundo real

Toda gente cabe lá
Palestina, Shangri-lá
Vem andar e voa
Vem andar e voa
Vem andar e voa

Lá o tempo espera
Lá é primavera
Portas e janelas ficam sempre abertas
Pra sorte entrar

Em todas as mesas, pão
Flores enfeitando
Os caminhos, os vestidos, os destinos
E essa canção

Tem um verdadeiro amor
Para quando você for...

( Marisa Monte)

Reconhecimento de Causa

"A razão da existência e da sobrevida de algo, não está relacionado a reconhecimento, mas a missão e razão pela qual esse algo passou a existir"

Alex Possati (reflexão)

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Egito [2] Contrastes Com o Brasil

Não é final de campeonato no Brasil, também não é nenhuma micareta ou trio elétrico de carnaval, também não são os blocos da zona sul e zona norte do Rio de Janeiro, nem mais um arrastão de foliões em Salvador, nem tão pouco jogo do Brasil em copa do mundo visto em um telão de uma praça qualquer. Esse é o EGITO (que enquanto nós nos mobilizamos eufóricamente pra participar de todas as coisas que foram ditas anteriormente), entenderam o quanto de seus direitos são importantes, e nos dão a cada dia, repito, uma aula de reeinvidicações e postura diante do que está errado. Enquanto isso nos orgulhamos de ser a terra do Samba, Futebol e Carnaval.

Alex Possati (reflexão)

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Agito do Egito Enquanto Dormimos


Acredito em manifestações pacíficas, na mesma proporção que acredito em alienações violentas. O Egito está fazendo história diante dos nossos olhos, para que quem sabe, aprendamos a sair do casúlo, todas as vezes que formos estuprados violentamente pelas "autoridades políticas" que "governam" nossa pátria que ja foi um dia amada, que ja foi digna da nossa coragem, mas que hoje descansa em um eterno berço esplendido de desigualdades, injutiças e corrupções de toda ordem. Brasil, desperta do teu sono, antes que não tenha mais chance alguma de acordar. Salve o agito do Egito.

Alex Possati (reflexão)

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O VENCEDOR

Olha lá, quem vem do lado oposto
Vem sem gosto de viver
Olha lá, que os bravos são

Escravos sãos e salvos de sofrer
Olha lá, quem acha que perder
É ser menor na vida
Olha lá, quem sempre quer vitória
E perde a glória de chorar
Eu que já não quero mais ser um vencedor
Levo a vida devagar pra não faltar amor

Olha você e diz que não
Vive a esconder o coração

Não faz isso, amigo
Já se sabe que você
Só procura abrigo
Mas não deixa ninguém ver
Por que será?

Eu que já não sou assim
Muito de ganhar
Junto às mãos ao meu redor
Faço o melhor que sou capaz
Só pra viver em paz

Los Hermanos

sábado, 29 de janeiro de 2011

Os Leões Da Montanha :)

Leões da Montanha
Amizade | Voluntariedade | Amor | Serviço | Missão | Desprendimento | Humanidade


Um pequeno comentário, só para ficar registrado os dias memoráveis e intensos, cheios de coisas grandes, imensuráveis e singulares que vivemos nos cinco dias que estivemos a serviço das vítimas das enchentes através do Viva Rio em Teresópolis na região serrana do Rio, apenas os sete elementos poderão ter pleno conhecimento do que foram tais dias. Parabéns ao bravos amigos: Maurício, Daniel, Rose, Denise, Aline e Helena (tupinambá :P). Até Breve!

sábado, 22 de janeiro de 2011

Aprendizes do Caos

Foto: A.P.

A calamidade de fato se torna para mim cada vez mais uma forma de se extrair lições que ficarão empregnadas para sempre. Nessas idas e vindas foram se formando idéias e sensações que advem exatamente dessa necessidade de buscar respostas lógicas oude se querer fazer ou compreender o que, e para que se está fazendo algo. Não vou negar que as lições servirão exatamente para serem aplicadas não só na sua mais pura e integra percepção e ação, mas também no que fica inserido como conhecimento e sentimento de causa.

No ir e vir foram muitos exemplos, muitas lições de solidariedade e humanidade jamais presenciados por quem está de fato envolvido com a missão, o próximo se tornou tão próximo que não precisa mais de formalidades pífias, a beleza da desgraça fez nascer e ebolir sentimentos que só os humanos podem compartilhar. A lágrima chorada é abafada pela compaixão, a conscientização da dor mesmo que intensa, vai sendo anestesiada conforme os dias vão passando e a força humana reage a tudo como quem busca driblar sutilmente a famigerada sensação de impotencia.

De um lado para o outro a busca é pela superação, é claro que o pós-tragédia aos poucos vai sendo a evasão sutíl da mídia, quando os nossos olhos não mais estarão postos diante da TV, e nessas horas, onde essa minuciosa maldade chamada esquecimeto precoce se alojar em nós, iremos relutar ao menos aos aprendizados que emanam da fragilidade de nossas mentes, e do que ficou registrado em nossas memórias para sempre como aprendizes do caos.


quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A Lua Como Testemunha


Era fim de tarde, começo da noite, e depois de um dia intenso diante do caos que presenciamos nas cidades, do alto de uma casa que escapou por pouco do desmonoramento no bairro Nova Suiça em Friburgo, registrei essa imagem, a Lua brilhava diante dos nossos olhos, contemplando a desgraça que assolou toda região serrana, lá do alto, numa visão privilegiada da cidade de Nova Friburgo, eu e a Lua como testemunhas de muitas lágrimas sob o Céu de solidão, tristeza e de dores irreparáveis. Nunca imaginei que fosse viver pra presenciar algo de tamanha proporção em termos de calamidade, a sensação é de esforço inútil, porém consolador. Haja esperança.

Alex Possati (reflexão)