terça-feira, 30 de julho de 2013

ESCOAMENTOS

Não há como sustentar aquilo que é líquido em recipientes com furos e brechas, por menores e imperceptíveis que sejam, uma hora se esvai e o que permanece é aquilo que foi construído com solidez, com verdade e com fundamento.

Alex Possati (reflexão)

domingo, 14 de julho de 2013

Nosso Lastro

 
 
 
Quão importante é nosso lastro, o peso que carregamos em virtude do caminho percorrido e das múltiplas experiências vividas na vida, quantos encontros, quantos desencontros, quantas intensidade que a vida faz acontecer. O lastro é o que nós chamamos e conhecemos como experiência do encontro com a vida, é o que de fato podemos testemunhar de nossas vidas, tristezas e alegrias vividas exclusivamente e exclusivamente por cada um de nós, individualmente. Somente nós somos testemunhas de quanto valeu a pena, ou não, e o quanto nos deixou o tempo escapulir neste tempo em que vivemos e estamos ainda vivendo, até que toda história olhe para nós en os favoreça com aplausos, ou não,  do quanto valeu a pena cada segundo na construção do nosso lastro, certamente valeu.

Alex Possati (reflexão)

sábado, 13 de julho de 2013

ENORME E IMENSURÁVEL, GRAÇA

 
 
A conclusão que chego é que todos os monstros habitam dentro de nós, profanos, insanos, rebeldes, devassos, nós mesmos, caídos desde então por um reflexo adâmico que perpetua em nossa existência enquanto homens (humanos), quando acordados são capazes de rugir com gritos insaciáveis de fome, e neste contraponto que convive a razão, o equilíbrio, a sensatez, somado a coragem de se buscar dentro de si um poder imensurável, um grão, ( que não pode ser medido ) que os façam adormecer e render-se ao seu grande poder de neutralizar toda insanidade. Paulo sabia muito bem o que era com-viver com esses monstros, sua ousadia o fez emergir com um reconhecimento explicito de que nem sempre será possível vence-los, " o mal, esse faço "  e é nesse esgotamento espiritual e existencial que suplico pela mais imensurável de todas as grandezas, que não se pode explicar, mas que pode ser experimentada a qualquer instante, a Graça!
 
Alex Possati (reflexão)

quarta-feira, 10 de julho de 2013

SOMENTE NELE


Somente Nele serei eu, somente Nele posso voar mais alto, somente Nele posso transcender ao espaço finito que há diante de mim.Nele eu tenho a chave das cadeias existenciais e espirituais que me fazem tomar as decisões de manter-me livre ou submeter-me  ao cárcere de minhas emoções, por vezes equivocadas.

Alex Possati (reflexão)

terça-feira, 9 de julho de 2013

ESTRITAMENTE NECESSÁRIO


Há um olhar necessário, estritamente necessário para tudo quanto estiver opostamente regendo força contrária a uma outra força diferenciada pela causa, que dessa não tenha que causar um esforço ainda maior para que enfim, faça-se romper com o pragmático, com o caótico, com o fim desta.

Alex Possati (reflexão)

quarta-feira, 3 de julho de 2013

DESONESTO



É desonesto todo sentimento quer procrastina a relação, que tarda em dizer tudo que tem pra dizer, é desonesto toda relação que não há cumplicidade, medida na força e no anseio de ser auto-suficientemente capaz de ludibriar, melhor seria não te-la feito juras. O ser em desconstrução é quase irrecuperável, seu estado é de queda na direção do próprio eu, entregue na sua esperteza, dotado da capacidade covarde de dissimulação, sem levar em conta o mal gerado no eu-outro que carrega dele a imagem do ontem, não mais como o é hoje, romper talvez não seja a melhor solução, mas seria uma anestesia para estancar a dor e a sensação de uma momentânea perda, que com o tempo poderá tornar-se ganho, só o tempo dirá.


Alex Possati (reflexão)

segunda-feira, 1 de julho de 2013

PROTEÇÃO



Paradoxalmente protejo-me no que me desagrada, no que me importuna e me desconforta, em tudo que me contraria o ser e a essência que foi construída em mim e por mim. Meus devaneios e minhas observações me aguçam a visão e me antecipam as meias-verdades, portanto na maioria das vezes e assertivamente previno-me do estado de frustração, evito-me no meu inconsciente ciente, desprendendo-me arrependo-me e envolvo-me de volta, lançando novamente a âncora para fincar meu porto seguro, aonde asseguro-me que estarei inevitavelmente protegido.

Alex Possati (reflexão)

SENSAÇÕES APENAS




"Correr riscos reais, além de me apavorar, não é por medo que eu sinta excessivamente - perturba-me a perfeita atenção às minhas sensações, oque me incomoda e me despersonaliza."

(Fernando Pessoa)


Há de ser tornar vulnerável toda alma que se perde em si, todo sentimento que se lança na irrealidade das sensações, bom seria não te-las para que não se desconfigure o ser, mas em tendo-as, bom é que se esforçe  em recuperar a realidade, tão como os riscos que se corre, viver e ter sensações faz parte desse processo, hora sou eu hora posso não ser, fato é que o desequilíbrio pode causar, a certa altura, um desconforto por justamente estar despersonalizado, torna-te quem tu és já diria o filósofo. Pessoa tinha razão, as sensações devem ser exacerbadamente controladas pela razão de sermos nós mesmos, reais. 

Alex Possati (reflexão)