segunda-feira, 1 de maio de 2017

BELCHIOR


"Era uma vez um homem e o seu tempo
Botas de sangue nas roupas de lorca
Olho de frente a cara do presente e sei
Que vou ouvir a mesma história porca
Não há motivo para festa: Ora esta!
Eu não sei rir à toa!"

Foi-se um dos meus favoritos ...