domingo, 20 de março de 2011

O Eu No Outro


São em nossos encontros que somos revelados, o melhor e o pior de nós está na projeção de nós que vem do nosso próximo, daí o fato da empatia ou antipatia diante de circunstâncias corriqueiras de nossos relacionamentos. O fato é que se queremos saber quem somos, será sempre preciso relacionar-se, fora isso não há argumentos que nos convençam sobre nós mesmos, talvez seja essa a mensagem que extraí do filósofo.

Alex Possati (reflexão)

"Para saber uma verdade qualquer a meu respeito,
é preciso que eu passe pelo outro."


Jean-Paul Sartre

2 comentários:

Nathy disse...

Gostei do texto. Chega uma época (e a minha chegou) que cansamos de relacionamentos de qualquer espécie. Isso quer dizer que cansamos de buscar a nós mesmos? Pensarei a respeito.

Helena de Campos disse...

"Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha, é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra! Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha e não nos deixa só porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós. Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso." (Charles Chaplin)

Se faz necessário encontrar pra compartilhar, saborear, generosamente se doar... e receber... nem q seja nosso próprio reflexo q nos levará a uma viagem da qual não se retorna como se foi. Viagem insólita, muitas vezes deliciosamente dolorida daquela dor curativa da qual muitos têm pavor! Um viva aos encontros!!!