terça-feira, 2 de novembro de 2010

FINADOS

"É a pior morte, a do amor. Porque a morte de uma pessoa é o fim estabilizado, é o retorno para o nada, uma definição que ninguém questiona. A morte de um amor, ao contrário, é viva. O rompimento mantém todos respirando: eu, você, a dor, a saudade, a mágoa, o desprezo - tudo segue. E ao mesmo tempo não existe mais o que existia antes. "
(Martha Medeiros)

2 comentários:

"Carioca da Gema... disse...

Putz! A dor dessa morte é realmente dolorosa, seja essa morte em qualquer area da vida... A morte do Amor é algo a pior morte!

Edson Duarte disse...

Quando falamos de filosofia, cosmovisões e curso de pensamento... no quesito existêncialismo o cessar de toda a afirmação é o cessar da existência autêntica...

Mas na alma humana... o cessar, ou morte do amor, é o cessar da existência humana... é como morrer e continuar vivo. É apenas um estar sem real existência. É muito triste.