sexta-feira, 2 de setembro de 2016

CROMBIE - "FUGA"



Vejo de longe e nem sinto dor
Quando me perco nos afazeres
Desse labor que nunca mais tem fim
Não me interesso por quem me diz
Que nessa vida nem tudo é flor
Desde o começo como eu sempre quis

Vejo de longe e nem sinto dor
Quando me perco nos afazeres
Desse labor que nunca mais tem fim
Não me interesso por quem me diz
Que nessa vida nem tudo é flor
Desde o começo como eu sempre quis

Vou dizer que sinto muito, só que não
Corro tanto sem olhar pra trás
Tenho medo de quem me lê
E saudade do que não sei
Digo logo que tá tudo muito bem
"E você, como vai?"
Tenho medo de quem me lê
E saudade do quê? Não sei

Nenhum comentário: