domingo, 17 de junho de 2012

Quanto Tanto Temo


Quanto tempo gasto com pessoas que não valeram a pena, tanto gasto com coisas que não valiam nada, temo se haverá tempo ou não de recuperar o tanto de tempo que perdi nesse tempo, quando fui dar uma volta fora de mim. 

Alex Possati (Reflexão)

3 comentários:

Patty disse...

Só preciso de tempo pra reconstruiu o q o próprio tempo me fez perder...

Serpente Angel disse...

Alex, tanto tempo que era pra eu vir, pra dizer, pra dizer que leio, que reflito, que colho e que partilho, as tuas reflexões. Tanto tempo, que as palavras disfarçam meus dedos, em metáforas discretas o que os meus olhos querem expressar para as tuas letras éticas e cheias de mágicas. Toca-las agora com as minhas desconexas letras, simplifica e abrevia esse tempo em que não vim. Muito, muito bom partilhar desta tua casa que admiro a muito. Um grande abraço.

Serpente Angel disse...

O tempo? É o tempo, que pensa, e me diz indiferente...[ eu não tenho tempo] é tempo, das figuras, das imagens, dos desenhos... é tempo da criança que se expressa em garatujas, vezes tantas, sem entender o mundo. Disso tudo, quero dizer que já faz um bom tempo. Que te ler tem sido uma grata aquisição. [ Na minha falta de tempo ] TE ler é sempre moldado nessa escotilha do meu habito de ler. Lindo espaço, lindo tudo. Queria ter vindo antes, mas sempre adio-me. Espero fazer parte mais constante por aqui. Um grande abraço.